Facebooktwittergoogle_pluslinkedinyoutubeinstagramfoursquare

A tensão muscular é quase uma reação reflexa ao estresse – é o modo pelo qual o corpo se protege contra lesões e dor. As tensões diárias a médio e longo prazo fazem você enrijecer a musculatura até o seu corpo pedir socorro. Lembre-se o corpo fala!

A tensão muscular é quase uma reação reflexa ao estresse

Tensão muscular

Definição da tensão muscular

A tensão muscular reduz a circulação sanguínea para os tecidos, desta maneira, reduz a quantidade de oxigênio e nutrientes que deveriam chegar até eles. A circulação adequada é necessária para liberar resíduos ácidos (bioprodutos da atividade muscular) dos tecidos. O acúmulo deles nos tecidos pode causar fadiga e dor, além de dificultar o processo de cura do organismo.

Toda tensão psicológica ou física se traduz em um aumento da tensão muscular, que tem como função preparar o corpo para uma situação de defesa.

Quando essas situações ultrapassam o limite do organismo de suportar o estresse, existe um processo de não recuperação, produzindo tensão muscular excessiva que terá ainda outros efeitos sobre o funcionamento do corpo.

Essa tensão muscular excessiva é responsável pelo estado de estresse e contrações dolorosas de certos músculos, os quais desenvolvem contraturas, denominadas pontos gatilho ou pontos sensíveis (nódulos duros encontrados nos músculos).

O convívio com dores de cabeça tensionais, dores nas costas, insônia, ansiedade, pressão alta e depressão se tornou uma realidade comum para várias pessoas. A tensão muscular, geralmente, começa na cabeça. O primeiro reflexo frente ao estresse é a contração do pescoço. Nas pessoas que já possuem problemas nas costas, por exemplo, o estresse tende a atingir o nervo ciático, causando dor extrema.

Alguns fatores que podem estar associados a tensão muscular

  •  Cefaleia de tensão: é o tipo de dor de cabeça mais comum. Este tipo de cefaleia (“dor de cabeça”) não é causado por uma doença específica, pode estar relacionada com fatores de tensão física (por exemplo, má postura) e psicológica (ansiedade e stress)
  •  Má postura: leva ao encurtamento muscular e estes quando forçados pelo alongamento podem causar dor local referida.
  •  Bruxismo: ranger dos dentes podem ocorrer pela contração muscular crônica.
massagem terapeutica

Massagem terapêutica

Reduzindo o estresse

Aliviar o estresse pode reduzir a dor que é agravada ou causada pela tensão muscular. Além disso, gerenciá-lo continuamente também pode ajudar a prevenir a aparição das dores nas costas. Terapias como acupuntura e massagens terapêuticas, como o Shiatsu, são muito benéficas para o relaxamento muscular. Elas trabalham o corpo de forma holística, ou seja, reequilibram a circulação e o corpo como um todo, levando ao alivio das condições provocadas pelo estresse. Quando realizadas regularmente podem ajudar no controle do estresse e da dor nas costas. Quando as dores provenientes da tensão muscular não são devidamente tratadas, podem acabar iniciando um ciclo vicioso de dor crônica: o estresse causa a tensão, que causa dor e aumenta a sensação de estresse. Dessa forma, a pessoa acabará convivendo diariamente com o problema.

Obter um bom sono – manter o corpo bem descansado é uma ótima maneira de aliviar e prevenir os músculos apertados.

Exercite-se

O controle do estresse é um processo contínuo – como fortalecer os músculos através de exercícios. Portanto, o alívio pode vir através deles. O Pilates reúne movimentos que aumentam a força e a flexibilidade, ao utilizar técnicas de respiração para aliviar o estresse, proporcionando sensação de alívio e bem-estar.

Para o relaxamento do ponto sensível:

  • Realize sempre exercícios de alongamento ao final do seu treinamento;
  • A massagem no ponto-gatilho pode ter um resultado excelente tanto para o relaxamento muscular quanto para a postura;
  • A massagem suave, como a massagem relaxante, pode ser realizada antes, durante e após o alongamento.

 

Fonte http://doutissima.com.br

http://www.minhavida.com.br/saude/materias

 

 

Gostou? Compartilhe!
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *