Facebooktwittergoogle_pluslinkedinyoutubeinstagramfoursquare
Moxabustão

Moxabustão

De história milenar, a moxabustão é originária do norte da China. Moxabustão – jiu (pinyin) significa, literalmente, “longo tempo de aplicação do fogo”, uma espécie de acupuntura térmica, feita pela combustão da erva Artemísia Sinensis e Artemísia Vulgaris.

É uma técnica terapêutica da Medicina Tradicional Chinesa. Baseia-se nos mesmos princípios e conhecimento dos meridianos de energia trabalhados na acupuntura, sendo amplamente utilizada nos sistemas de medicina tradicional da China, Japão, Coréia,Vietnam, Tibet, e Mongólia.

Definição

É um método terapêutico que usa a termo estimulação sobre os pontos dos canais e colaterais para tratar e previnir certas Doenças. O termo Moxa deriva do português Mechis e do japonês Mogussa.

Aplicação

Aceso, o bastão funciona como um charuto que deve ser aproximado do ponto ao qual se deseja acrescentar energia.

Propriedades terapêuticas

A combustão da Artemísia tem a propriedade de aquecer profundamente. A aplicação do calor produzido pela moxa nos pontos ou meridianos de acupuntura, remove bloqueios de energia que obstruem o seu fluxo pelos meridianos, eliminando a umidade e o frio que promovem disfunções no organismo.

O efeito do calor ou radiação infravermelha se soma a energia yang do corpo potencializando esse aspecto (yang) da energia (chi) podendo inclusive ser conduzido até o seu extremo, ou seja, a transformação no aspecto oposto da energia  (yin).

Apesar da concepção de saúde-doença e tratamento da moxabustão e acupuntura serem essencialmente semelhantes, não se aplica a moxabustão em todos os pontos de acupuntura. Kikuchi, em sua prática e seu livro sobre o tema, selecionou 78 pontos (Tsuto em japonês) com indicação clínica e resultados empíricos de eficácia.

Do ponto de vista ocidental, os efeitos da aplicação de calor são as alterações no comportamento metabólico/celular (elevação), circulatório (vaso-dilatação), na função nervosa (relaxamento muscular e sedação).

Observe-se que do ponto de vista da fisiologia chinesa a energia yang corresponde à tonificação (aumento da taxa metabólica) e a diminuição da rigidez e espasmo favorecem ao movimento e atividade. A moxabustão é tida como Yang puro, por isso serve para fortificar o Yang enfraquecido do paciente.

 

  • Auxilia na anemia, stress, cansaço físico e mental;
  • Fortifica na convalescência, nas fraquezas (fadiga) crônicas, por obstrução do frio e umidade;
  • Minimiza os desconfortos da velhice e propicia uma longevidade saudável;
  • Aumenta a energia defensiva;
  • Realinha desordens ginecológicas e distúrbios sexuais.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda o tratamento dos seguintes sintomas e patologias com a acu-moxa terapia:

 PATOLOGIAS DE ORIGEM NEUROLÓGICA: Nevralgias, ciatalgias, paralisias nervosas, neuroses, síndromes do Sistema Nervoso Autônomo, sequelas de AVC, insônia, cefaléias.

PATOLOGIAS MOTORAS: LER, (Lesão por esforços repetitivos), Artroses, artrite reumática, síndromes da vértebra cervical, bursites, tendinites, lombalgias, tensão dos ombros, teno-sinovite, hérnia do disco vertebral, osteoporose, hérnia de disco etc.

PATOLOGIAS GÁSTRICAS: Gastrite crônica, inapetência, prisão de ventre, diarréia, hemorróidas, dispepsia nervosa, etc

PATOLOGIAS RESPIRATÓRIAS: Bronquite asmática, rinite, gripe, amigdalite, etc.

PATOLOGIAS URINÁRIAS: Prostatite crônica, cistite crônica.

PATOLOGIAS FEMININAS: Dismenorréia, frigidez, tensão pré-menstrual (TPM), menopausa, má posição do feto no útero, cólica menstrual.

Além dessas patologias a Moxabustão pode ser aplicada para enxaquecas, impotência, depressão, equilíbrio orgânico, sinusite, fibromialgia e dor pélvica. 

Não se deve fazer aplicações de moxa numa pessoa com o estômago cheio. Somente 1 hora antes ou depois das refeições o tratamento pode ser aplicado. O mesmo é válido para banhos, ou seja, a aplicação deve ser feita 1 hora antes ou depois do banho.

Não se aplica moxa numa pessoa que esteja com o estômago vazio, sentindo fraqueza e fome ou depois de haver tomado bebidas alcoólicas.Logo após a aplicação, não se deve fazer esforço físico, nem molhar as mãos, durante aproximadamente 1 hora. Não se aplica moxa durante o período menstrual.

 Contra-indicações

*Em tratamento de doenças com quadro febril;

*Lesões traumáticas na pele;

*Em casos de problemas psíquicos;

*Em  áreas próximas aos genitais, mamilos, couro cabeludo e rosto;

*Em crianças, sua aplicação deve ser avaliada com cuidado pelo profissional;

*Idosos muito combalidos.

 NOTA: As informações contidas neste site não substituem orientações médicas. Não abandone nenhum tratamento médico.

Gostou? Compartilhe!
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *