Facebooktwittergoogle_pluslinkedinyoutubeinstagramfoursquare

massagem é capaz de alterar o psicologicoO tratamento através do toque da massagem é capaz de alterar o estado psicológico de uma pessoa na maioria dos casos. Mas, antes de entrar nessa explicação é necessário, primeiro, entender um pouco mais sobre somatização e doença psicossomática.

 

Somatização e doença psicossomática

Não é uma regra, mas algumas doenças físicas que não são diagnosticadas pela medicina convencional mesmo após uma bateria de exames, podem ser de fundo emocional. Isso quer dizer que está acontecendo somatização, ou seja, o corpo está alertando que algo não está bem. Com o decorrer do tempo, se a somatização não for tratada, ela torna-se uma doença psicossomática.

 

O que são doenças psicossomáticas?

São doenças que tem sua origem na estrutura cognitiva, ou seja, pensamentos e esquemas disfuncionais que geram sofrimento e acabam contribuindo para aparição de sintomas físicos. Neste caso, é importante salientar que, apesar de terem origem na mente, a doença realmente existe e precisa ser tratada pela medicina convencional em conjunto com um terapeuta.

 

Massagem é capaz de alterar o estado psicológico: consciência mente e corpo

A massagem proporciona que a pessoa experimente seus benefícios simultaneamente na saúde física e emocional enquanto desfruta de suas propriedades como acalmar a mente, sensação de paz de espírito, tranquilidade e redução de ansiedade.

O toque da massagem ainda ajuda a ter um contato mais profundo com as emoções e sentimentos com maior clareza de dentro para fora, em vez de fora para dentro, trabalha positivamente as alterações de humor e desperta uma nova percepção da imagem corporal, promovendo importante mudança de comportamento.

A conexão entre corpo e mente é muito poderosa e, embora não possa ser vista, os efeitos que a mente pode ter sobre o corpo físico são profundos. Não há dúvidas que uma atitude mental positiva resultará em um estado físico e emocional saudável.

Ressaltando que a pessoa que tenha uma doença considerada psicossomática deve ter acompanhamento médico.

Gostou? Compartilhe!
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *